Publicado em

Dicionário de Vídeo de F – L

Neste artigo daremos continuidade ao Dicionário de Vídeo

Já falamos de A – E, agora iremos descrever  F – L :

F

Fade-in
É a gradativa aparição de uma imagem, a partir da tela escura ou branca, em oposição ao fade-out.

Fade-out
É o gradativo escurecimento da imagem, até o preto total, em oposição ao fade-in. O par fade-out – fade-in é muito empregado para demarcar a passagem de uma seqüência a outra.

Feeds RSS
A sigla RSS tem mais de um significado. Alguns a chamam de Really Simple Syndication e outros de Rich Site Summary. É usado principalmente em sites de notícias e blogs que atualizam o seu conteúdo regularmente. O interessado em obter as notícias inclui o link do feed do site que deseja acompanhar em um programa leitor de RSS (também chamado de agregador). A vantagem de ler notícias através de RSS é que se pode em um único leitor concentrar notícias de centenas de sites diferentes e receber essas atualizações diariamente sem ter de visitar cada um dos sites.

Flash

Tecnologia utilizada para diversas finalidades como animação e integração de vídeos em websites. A construção de sites pode ser inteiramente em flash ou apenas alguns detalhes, como animação em banners e de mascotes. Um site feito em flash, além de deixá-lo mais atraente possibilita mais interatividade para o visitante.

Formato de vídeo

É o tipo de arquivo de um vídeo. Diferentes formatos de vídeo são utilizados por diferentes programas e / ou sistemas operacionais. Alguns dos mais populares formatos de vídeo digital são: Avi (Microsoft), Mov (Quicktime), Wmv (Windows) e Flv (Flash).

Frame

Um frame representa uma foto. Em produção audiovisual, é comum usar-se a palavra “frame” também como unidade de tempo. A cadência padrão de projeção de um filme ou vídeo é de 24 qps (quadros por segundo), portanto um frame equivale a 0,0417 segundos.

Full screen views

Sem tradução para o Português, refere-se ao número de vezes em que o vídeo foi visto em modo de tela cheia.

G

Grande Plano Geral (GPG)

Tipo de enquadramento feito pelas lentes de uma câmera. Este plano enquadra um macroambiente, captado à longa distância. Mostra uma paisagem ou um cenário completo.

Grua

Similar a uma Dolly, porém maior, é provida de um braço hidráulico com suporte para a câmera em sua extremidade. Este braço pode se mover para todos os lados e realizar movimentos circulares. Há gruas com várias dimensões e a haste pode atingir vários metros de comprimento e também diferem quanto ao peso máximo da câmera que podem suportar, desde as menores para uso de câmeras pequenas, até as que suportam além da câmera, o seu operador, instalado em uma plataforma com um assento atrás da mesma. É um equipamento sofisticado e tem alto custo de locação.

H

H.264
Padrão pioneiro de compressão de vídeo desenvolvido com a finalidade de fornecer uma boa qualidade de vídeo pela metade da taxa de bitrate, permitindo um acesso maior do mercado aos vídeos de alta qualidade e outros anúncios.

HDMI

Sigla de High-Definition Multimedia Interface. É uma interface condutiva totalmente digital de áudio e vídeo capaz de transmitir dados não comprimidos, sendo por isso, uma alternativa melhorada aos padrões analógicos. O HDMI fornece uma interface de comunicação entre qualquer fonte de áudio/vídeo digital (como Blu-ray, leitor de DVD, computador, console de videogames, amplificadores áudio/vídeo e set-top box) para qualquer dispositivo de som ou vídeo digital, como monitor de computador e TV Digital.

HDV

Formato de gravação de vídeo de alta definição, o HDV usa fita DV oferecendo uma solução de baixo custo para produções em HD (alta definição) comparado a outros formatos.

High Definition (HD)

Tecnicamente qualquer vídeo com definição mais alta do que a padrão. É um conceito em constante evolução. Leva em conta o suporte do registro (que pode ser óptico ou magnético), a sua forma de codificação (analógica ou digital), a proporção de tela (4:3 ou 16:9) e o número de linhas por quadro (720, 1080, etc).

Hipervídeo

Também conhecido como Hyperlinked Video, é um vídeo que contém links que podem levar o espectador a outras partes do mesmo vídeo ou ainda a outros vídeos, imagens, textos, sons, gráficos ou qualquer outro material que ajude a explicar com mais detalhes o objeto clicado. O Hipervídeo também permite a criação de uma forma de narrativa multiperspectiva, onde as escolhas do espectador determinam o desdobramento da narrativa, permitindo a ele a interação direta com a história e seu desenrolar.

Hit

Espécie de contador estatístico de todos os sites da Internet que acrescenta +1 cada vez que um arquivo é chamado pelo site. Se no site há um arquivo HTML que chame cinco arquivos gráficos, esse documento, quando carregado, irá gerar seis hits (1 para a página HTML e 5 para os arquivos gráficos chamados). A informação de quantos hits o site gera não serve para medir a sua audiência, já que um único documento carregado pode gerar inúmeros hits. No entanto, muitos sites divulgam as suas estatísticas em forma de hits, o que é um resultado falso.

Hospedagem de Vídeos

Termo conhecido por Consumer Video Hosting. Refere-se a sites ou plataformas de hospedagem e compartilhamento de vídeos online, permitindo que seus usuários façam upload de vídeos, geralmente gratuitos, para serem vistos por audiências públicas e privadas.

Hospedagem de Vídeo Profissional

Tradução literal de Professional Video Hosting. São websites que oferecem, mediante um custo, hospedagem de vídeos online e a possibilidade de compartilhamento para audiências públicas e privadas e, ainda, o rastreamento e o monitoramento destas audiências para um maior gerenciamento e controle dos vídeos.

Hot Spot

Uma unidade de anúncio vendida dentro do conteúdo de vídeo. Os ícones ou objetos destacados no vídeo sugerem que podem ser clicados. O clique inicia um anúncio linear ou leva o usuário para outro site.

HTML

Abreviação para a expressão inglesa HyperText Markup Language, que significa Linguagem de Marcação de Hipertexto. É uma linguagem de formatação utilizada para produzir páginas na Web, criando documentos de hipertexto. Hipertexto quer dizer que, além do texto, o documento pode ter imagens, gráficos, tabelas, formatações especiais, links etc, o que tornam o documento mais atraente.

HTML5

Quinta versão do código HTML, trazendo importantes mudanças quanto ao papel do HTML no mundo da Web, através de novas funcionalidades como semântica e acessibilidade. Sua essência tem sido melhorar a linguagem com o suporte para as mais recentes multimídias. A principal mudança é não ser mais necessário instalar plugins para assistir a vídeos em diferentes formatos (dependendo do site eles são exibidos em Flash, QuickTime, Windows Media Player, etc.). A forma como o HTML5 funciona permite que o vídeo seja inserido na página por meio de uma tag.

HTTP Streaming

Protocolo padrão para streaming de áudio e vídeo na internet. Envolve simultaneamente o download e a visualização / audição do arquivo através de HTTP.

I

In-Banner Video Ad

Termo sem tradução para a língua Portuguesa. É um banner com vídeo em oposição ao formato de mídia estática ou de Rich Media.

Infomercial

Forma de propaganda utilizada para informar o consumidor dos produtos, porém normalmente usada para persuadir o consumidor a comprar um produto. Originário do contexto telesivo, o infomercial está sendo cada vez mais utilizado na Internet.

In-line Ads

Anúncios geralmente sob a forma de textos com hiperlinks dentro da estrutura de um site.

In-Page Video Ads

Anúncio de vídeo independente e geralmente não há outro conteúdo associado. Neste formato, o vídeo é iniciado pelo clique do usuário (não é auto-play) e deve conter controles para fechar, parar, pausar, repetir, retroceder e ajustar o volume.

In-Stream Video Ad

Anúncio de 15 a 30 segundos que pode ser exibido antes (pre-roll), durante (mid-roll) ou após (post-roll) o conteúdo de um vídeo. Normalmente, esses anúncios não podem ser impedidos de começar (sobretudo com o pre-roll) e freqüentemente são utilizados para monetizar o conteúdo de vídeo. Existem quatro tipos de conteúdo de vídeo onde os anúncios in-stream podem aparecer: 1. Vídeo Gerado pelo Usuário; 2. Syndicated; 3. Sourced e 4. Jornalístico.

Internet TV

Permite assistir televisão direto da Internet. Os usuários podem selecionar programas a partir de uma biblioteca on-line. Existem canais pagos dentro da Internet, mas também existem muitos canais abertos, que podem ser assistidos sem nenhum custo.

In-Text Video Ad

Numa tradução livre algo como Anúncio Contextual de Vídeo. Mostra vídeos contextuais, de acordo com palavras-chave do conteúdo textual da página. Os anúncios são ativados pelo espectador quando posiciona o mouse sobre uma palavra ou frase de seu interesse.

Invitation unit

Sem tradução para o Português. É um gráfico animado que se sobrepõe diretamente sobre o conteúdo do vídeo. Geralmente, é usado como uma call-to-action menos intrusiva. Normalmente, quando um espectador clica ou interage com o Invitation Unit, ele se expande para um anúncio completo, que pode ser um vídeo ou uma experiência Interativa.

IPTV

Sigla em inglês de Internet Protocol Television. É um novo método de transmissão de sinais televisivos que usa o protocolo IP como meio de transporte do conteúdo. Na IPTV o conteúdo é enviado apenas em streaming, porém com garantia de qualidade na entrega. O receptor é um aparelho set-top box ligado à televisão (semelhante ao aparelho da televisão a cabo ou DTH), ou até mesmo um videogame como o Xbox 360 e o PlayStation 3. Permite entrega de áudio e vídeo com alta qualidade.

J

K

Key Light

É a luz “principal” que ilumina uma cena, tendo como propósito destacar a forma e dimensão do sujeito. A luz chave pode ser “dura” (foco) ou “soft” (difusa), e dependendo da configuração desejada pode ser colocado em diferentes ângulos em relação ao assunto.

Keyphrase

Frases ou combinação específica de palavras-chave incluídas no código HTML de uma página web para auxiliar na indexação da página. Essencial para um marketing eficaz. As keyphrases são usadas por motores de busca (search engines) no intuito de gerar um tráfego mais específico e relevante.

Keywords

Palavras-chave que facilitam a indexação de uma página na Web e, portanto, definidas para serem encontradas por um motor de busca através do seu conteúdo. São as palavras mais digitadas e usadas por um usuário para fazer pesquisas nos mecanismos de busca, como o Google.

L

Largura de Banda
A Largura de Banda ou Bandwidth (termo original em inglês) é a medida da capacidade de transmissão de um determinado meio, conexão ou rede, determinando a velocidade que os dados passam através desta rede específica. Normalmente é medida em bits por segundo.

Legenda

Também conhecida por lettering ou caption. É um texto que aparece no vídeo para rotular uma cena, identificar um local ou uma pessoa, ou para narrar o diálogo que aparece na tela. As legendas podem ser abertas ou fechadas. A legenda aberta é exibida sempre que o vídeo é reproduzido. A legenda fechada só fica visível se acionada e pode ser ativada para diferentes idiomas.

Light Kit

Conjunto de luzes e equipamentos relacionados. Os kits variam muito em componentes e em preço.

Light Stand

Semelhante a um tripé onde a iluminação é colocada.

Long Form Video

Termo aplicado quando o vídeo ultrapassa 5 minutos de duração.

Luz Secundária

Também chamada por Fill Light ou Luz de Enchimento. É uma segunda fonte luminosa que serve para atenuar as sombras mais acentuadas da cena produzidas pela luz principal ou para reduzir os contrastes da cena. A luz secundária deve ficar próxima da câmera, mais ou menos na mesma altura da objetiva e deve ser uma luz suave com metade da potência da luz principal.

Publicado em

Dicionário de Vídeo de A – E

Os principais termos relacionados aos vídeos online, juntos nesse dicionário de vídeos:

A

Animação
Visualização rápida de imagens, criando-se a ilusão de movimento. O olho humano interpola estas imagens e as interpreta como se algo estivesse se movendo. A animação poder ser em Stop Motion, 2D, 3D, podendo ser criadas com o auxílio da computação gráfica ou não.

Anúncio de Sobreposição
Tradução livre de Overlay Ad. É um formato relativamente novo de publicidade online desenvolvido para monetizar conteúdo em vídeo na Web. Consiste num banner semi-transparente que aparece sobre o vídeo, geralmente na parte inferior, ocupando 20% da tela. Há duas versões de sobreposição: imagem estática e sobreposição de Flash Interativa. O espectador pode clicar para fechar o anúncio ou clicar no banner para iniciar um spot de vídeo ou levar o espectador para um website. Vendido em uma base CPM e CPC, os Overlay Ads duram cerca de 10 segundos.

Anúncio em Video
Video Ad (termo em Inglês) é um anúncio ou publicidade veiculada por meio de um vídeo.

Anúncio Linear de Video
Tradução livre de Linear Video Ads é um anúncio em vídeo In-Stream o qual é apresentado antes (pre-roll), durante (mid-roll) ou após (post-roll) a exibição do vídeo. Uma das principais características de anúncios de vídeo linear é que a propaganda toma a tela em que o vídeo está sendo visualizado.

Anúncio Mid-Roll
Anúncio linear que aparece na metade da exibição de um vídeo online.

Anúncio Mid-Stream
Anúncio que surge durante a transmissão de um vídeo online. Anúncios dessa natureza são menos populares do que outros formatos de anúncio e os espectadores são muito menos propensos a observá-los, optando por fechar seus navegadores.

Anúncio Não-Linear de Video
Tradução livre de Non-Linear Video Ad. É um anúncio que aparece enquanto o vídeo está sendo exibido. Isto significa que o espectador pode assistir ao conteúdo do vídeo e ao anúncio ao mesmo tempo. A forma mais comum destes anúncios são sobreposições em forma de texto ou banners gráficos. Poderá desaparecer após a conclusão do vídeo ou continuar durante a reprodução do conteúdo.

Anúncios Post-Roll
Anúncio exibido após o término de um vídeo online. É um método menos eficaz de marketing para webvídeo, pois este tipo de anúncio é mais propenso a ser ignorado ou ser despercebido por completo.

Anúncio Pre-Roll
Anúncio similar aos comercias de televisão, é exibido antes de começar o vídeo que o espectador selecionou. O anúncio pre-roll é a forma mais utilizada de marketing de vídeo na web e costuma atrair um interesse maior do espectador do que os anúncios post-roll ou de transição ou pre-roll.

Anúncio Viral de Vídeo
Anúncio em vídeo que os espectadores ou consumidores compartilham logo que assistem, espalhando assim o número de pessoas que são atingidas, como um vírus! Para que um anúncio tenha alto poder de circulação na Web, alcançando grande popularidade, deve ser divertido e informativo.

API
Sigla de Application Programming Interface (ou Interface de Programação de Aplicativos) é um conjunto de rotinas e padrões de programação que faz o API ser a “matrix” dos aplicativos, ou seja, é uma interface que roda por trás de tudo. Enquanto você usufrui de um aplicativo ou site, a sua API pode estar conectada a diversos outros sistemas e aplicativos, sem isso estar evidente para você.

A-Roll
Tomada de filmagem que foca o ângulo ou o sujeito principal do vídeo. Em produções com mais de uma câmera, refere-se às tomadas feitas pela câmera principal. Em vídeos de notícias, por exemplo, focaliza a tomada na pessoa que está sendo entrevistada.

Asynchronous Video Delivery
Em tradução livre para o Português seria algo como Exibição de Vídeo Assíncrona. É a exibição de um vídeo previamente gravado e armazenado, ou seja, não é uma transmissão ao vivo.

Autoplay
Execução automática de um vídeo, sem que precise clicar em nenhum botão.

avi
Sigla de Audio Video Interleave, AVI é um dos formatos de vídeo mais populares do mundo. Desenvolvido pela Microsoft permite a sincronia em transmissões simultâneas de áudio e vídeo pelo computador.

 

B

Bit
Termo proveniente das palavras dígito binário, ou “BInary digiT”, é a menor unidade de medida de transmissão de dados usada em computação e informática. Um bit tem um único valor, 1 ou 0 .

Braço para Microfone
Também conhecido como Boom Pole, é um longo braço, usualmente de metal, projetado para segurar o microfone e capturar o som de uma cena.

Briefing
É a matéria-prima do roteiro de um filme ou de um vídeo. É o conjunto de informações e ideias que irão fazer parte da comunicação, orientando equipe de trabalho compreender e mensurar o projeto. No briefing é especificado qual o produto a ser desenvolvido, qual o conceito, para quem se destina e os recursos produtivos. Algumas destas informações são: público-alvo, problema a ser resolvido, objetivo principal do vídeo, análise de mercado e cronograma.

Broadband Video Commercial
De acordo com a definição do IAB (Interactive Advertising Bureau), consiste em anúncio ou comercial, com média de 15 a 30 segundos que pode aparecer antes, durante ou após uma variedade de conteúdos, incluindo streaming de vídeo, animação, jogos e vídeo musical.

B-Roll
É uma filmagem complementar feita por uma câmera secundária para intercalar com a filmagem principal. O objetivo é adicionar detalhes visuais e dar um maior dinamismo, evitando o tédio visual do expectador.

Buffering
Região de memória temporária utilizada para entrada e saída de dados. Normalmente é utilizado quando existe uma diferença entre a taxa em que os dados são recebidos e a taxa em que eles podem ser processados. Os buffers são mecanismos muito utilizados, por exemplo, em aplicações multimídia, em especial nas aplicações de streaming.

Bug
Um ícone gráfico ou logomarca incorporada (embedada) num vídeo. Clicando sobre ele irá levar o usuário para um website.

Bullet Time
Modalidade de efeito especial de câmera lenta popularizada pelo filme Matrix (1999). O efeito faz praticamente parar o tempo para obter-se uma visão detalhada do movimento de personagens e/ou objetos em período de tempo extremamente curto. Por isso o efeito também é conhecido como Frozen Time (tempo congelado). A cena é filmada com dezenas de câmeras dispostas em círculo, e disparadas de forma sequencial. Depois de filmada, a sequência é transferida para o computador e a junção de uma imagem para outra é semelhante a um GIF animado, onde cada imagem representa alguns milésimos de segundo e, juntas, formam a sequência inteira.

Bumper Ad
Refere-se a um anúncio de um vídeo com call-to-action clickable (chamada à ação). O formato é geralmente mais curto do que os anúncios completos (3-10 segundos). O call-to-action geralmente carrega outro vídeo ou pode trazer um novo website quando se pausa o anúncio.

Buscadores de vídeo
Conhecidos pelo termo Video Search Engines, são serviços na web que vasculham serviços de distribuição procurando por vídeos usando palavras-chave ou, em alguns casos, tecnologias de análise semântica. Alguns buscadores permitem aos usuários fazer upload de vídeos. Os mais conhecidos são: Google Videos, Blinkx, VideoSurf, Truveo, Fooooo, Clipta e Pixsy

C

Cadência
Cadência ou Frame rate é a frequência em que um dispositivo de processamento de imagens produz consecutivas imagens chamadas de quadros (frames em inglês). O termo também se aplica para gráficos de computador, câmaras de vídeo e sistemas de captura de movimento.

Camcorder
Dispositivo eletrônico portátil (geralmente uma câmera digital) que grava vídeo e áudio em dispositivos de armazenamento. Contém câmera e gravador em uma só unidade. Atualmente as novas camcorders gravam em formato digital, o que facilidade a captura e a edição de vídeo.

Câmera Analógica
Câmera que não grava vídeo digital. O termo “analógico” no vídeo refere-se a um método de gravação que armazena ondas vermelhas, verdes e azuis em um número fixo de linhas. O vídeo analógico tem menos nitidez nos detalhes do que o vídeo digital. Com uma modificação, uma câmera analógica pode gravar um vídeo digital.

Câmera Digital
É uma câmera que grava vídeo ou tira fotografias registrando-as em um sensor de imagem eletrônica. A maioria das câmeras vendidas hoje é digital. Elas podem vir incorporadas em diversos dispositivos como os telefones celulares. Câmeras de vídeo digitais podem capturar cores mais verdadeiras e mais detalhes que as câmeras analógicas. Usam frequentemente fitas de vídeo digitais, discos rígidos internos ou cartões de memória.

Câmera Alta
Ângulo de posicionamento da câmera ao gravar uma cena. Neste ângulo a câmera fica posicionada acima da cabeça do personagem, achatando a sua imagem de forma a criar uma sensação de inferioridade em relação ao interlocutor ou cenário. Um exemplo deste ângulo é a cena de um pai repreendendo e olhando de cima para o seu filho pequeno.

Câmera Baixa
Efeito inverso da Câmera Alta. Neste ângulo, a cena é vista de baixo para cima, tornando o ator mais imponente. Um exemplo deste ângulo é o pai visto pelo filho pequeno.

Câmera de Pico
A câmera é posicionada ao gravar uma cena, um, dois ou mais metros acima do ator ou personagem, focalizando diretamente a sua cabeça. Por isso essa posição é também chamada de plongée (= mergulho). Um exemplo deste ângulo é o desfile das escolas de samba, mostrando de cima a evolução dos participantes.

Câmera Subjetiva
Posicionamento da câmera ao gravar uma cena. Nesta posição a câmera reproduz o ponto de vista ou o olhar do ator, que não aparece, mas sua presença é sentida pelo espectador através do que o ator está vendo. Um exemplo deste ângulo é a cena de uma pessoa correndo, onde o espectador só vê a paisagem e as pessoas que passam.

Chat
Na língua Portuguesa significa conversação ou bate-papo que ocorre em tempo real entre dois ou mais usuários via Internet. Muitos serviços de redes e portais oferecem este serviço. Existem duas opções para bater papo. Uma é a Webchat, onde há uma página web, que permite bater papo com outros usuários que estiverem na mesma página naquele momento. A outra opção requer um programa especial, instalado no computador dos usuários.

Chicote
É um movimento muito rápido ou brusco de uma câmera, deixando uma espécie de rastro na tela ou deixando a imagem embaralhada. Movimento também chamado de whip pan.

Chroma key
É uma técnica de efeito visual que consiste em colocar uma imagem sobre outra através do anulamento de uma cor padrão, como por exemplo, o verde ou o azul. O Chroma Key é utilizado em vídeos em que se deseja substituir o fundo por algum outro vídeo ou imagem. É um efeito muito usado em telejornais quando anunciam a previsão do tempo.

Clickable Video
Termo que designa um vídeo online completamente interativo. Os espectadores podem mover o cursor ou o mouse sobre os vários objetos, pessoas ou lugares que aparecem no vídeo e clicar neles para obter mais informações ou interagir de alguma outra forma, como fazer uma compra diretamente no vídeo.

Click-through
Número de vezes em que os usuários clicam no conteúdo de um anúncio ou de um link de um website.

Codec
São programas que codificam e decodificam arquivos de mídia. A tecnologia usada codifica o formato original em um tamanho menor para armazenar e depois decodifica, transformando novamente em imagem e/ou som para visualização. São exemplos de codecs: DivX, XviD (video) e MP3/AC3 (som).

Comercial
É um modo específico de apresentar informação sobre um produto, marca ou empresa visando influenciar a atitude de uma audiência. O comercial ou anúncio pode ser veiculado por meio de vídeos, podcasts, emails, etc.

Companion Ad
Tanto pode ser Anúncios Lineares quanto Anúncios Não-Lineares. Geralmente são anúncios em texto ou vídeo. O objetivo principal do Companion Ad é oferecer visibilidade através da experiência de conteúdo de vídeo. Estes anúncios podem oferecer interatividade através de cliques ou experiências de Rich Media.

Compressão de Vídeo
O processo para reduzir o tamanho do arquivo de um vídeo para facilitar o seu armazenamento e transmissão na Web. Uma maneira é diminuir a quantidade de quadros por segundo. Neste caso a qualidade do vídeo também diminui, pois há “quebras de quadro”, fazendo com que os movimentos no vídeo fiquem “truncados”, menos realistas.

Computação Gráfica
Área da computação destinada à geração de imagens em geral — em forma de representação de dados e informação, ou em forma de recriação do mundo real. Ela pode possuir uma infinidade de aplicações para diversas áreas, desde produzir interfaces gráficas para software, sistemas operacionais e websites, quanto para produzir vídeos, animações e jogos.

Content Delivery Network (CDN)
CDN ou Rede de Fornecimento de Conteúdo é um termo criado em fins da década de 1990 para descrever um sistema de computadores interligados em rede através da Internet, que cooperam de modo transparente para fornecer conteúdo (particularmente grandes conteúdos de mídia) a um grande número de utilizadores. Este método é utilizado para evitar gastos de largura de banda desnecessários e a otimizar a velocidade de acesso aos conteúdos.

Conteúdo Gerado pelo Público
Tradução do termo em inglês User-Generated Content (UGC). Refere-se a vários tipos de conteúdo criado pelo público em geral, tornando a informação mais democrática. Qualquer pessoa pode opinar e criar algum tipo de conteúdo seja ele um blog, um comentário, um podcast, um vídeo, uma fotomontagem, entre outras possibilidades. Termo também usado quando empresas ou instituições criam alguma ferramenta que possibilite o usuário criar o conteúdo. Muitas empresas têm usado em suas publicidades conteúdos criados pelos próprios consumidores.

Contraluz
Também chamada de Backlight é a luz colocada por trás do ator. Tem a finalidade básica de moldar o rosto da pessoa destacando-o do cenário ao fundo. Normalmente é colocada por trás, com raios luminosos vindos de cima com uma incidência de 50° em relação à cabeça do ator. Isto faz com que as bordas do sujeito brilhem, enquanto que as outras áreas permanecem mais escuras. Após o posicionamento da luz principal, a contraluz é ajustada diametralmente oposta à mesma.

Contra Pico
Ângulo de posicionamento da câmera, ao gravar uma cena, que é inverso da Câmera de Pico. A visão que se tem é de baixo para cima. É o ponto de vista de um inseto que vê o solado de um calçado prestes a pisoteá-lo.

Controles do Player
São botões e outros controles que operam os recursos e funções de um tocador multimídia (multimedia player).

Conversão
Operação de alteração de um formato para outro que seja mais apropriado para determinado dispositivo. Especificamente para o vídeo, significa, por exemplo, mudar de Divx para MPEG, MPEG2 para Xvid etc.

Custo por Ação (CPA)
Modelo de precificação de publicidade online em que é o anunciante paga não pelos cliques (CPC), mas pela conversão real, seja o fechamento de um pedido, a inscrição de uma newsletter, o preenchimento de um formulário ou qualquer ação que o anunciante tiver definido. Um site, ao inserir o banner ou link de um anunciante, é comissionado quando o usuário clica e realiza uma ação definida pelo programa. Este modelo também é conhecido como Custo por Interação (CPI).

Custo por Clique (CPC)
Também chamado de Pay Per Click (PPC) é outro modelo de preços para publicidade online no qual o anunciante só paga quando o anúncio é clicado pelos utilizadores do site onde aparece publicado o anúncio. São pagos apenas os cliques efetivos, ou seja, quando alguém clica no anúncio e é direcionado ao site da empresa anunciante. Quando os anúncios são exibidos, porém não são clicados, o anunciante não precisa pagar. O CPC é um tipo de bonificação aplicado a Programa de Afiliados que consiste na distribuição de uma parte do lucro de publicidade entre os participantes que gerarem tráfego para o site.

Custo por Mil (CPM)
Modelo de pagamento de publicidade online com base em impressões ou exibições (views) onde o anunciante paga ao editor uma taxa predeterminada para cada mil impressões. Os anunciantes que veiculam anúncios de CPM definem o preço desejado por 1000 anúncios exibidos, selecionam os canais específicos em que desejam mostrar seus anúncios e pagam sempre que os anúncios são exibidos.

CRM
É a sigla para Customer Relationship Management. O CRM tem como objetivo principal iniciar e gerenciar o relacionamento com clientes. É um sistema que ajuda a empresa a entender e antecipar as necessidades dos clientes existentes e clientes em potencial para um benefício mútuo e um relacionamento duradouro.

Cue Point
Os Cue Points (pontos de sinalização) são marcadores invisíveis em um arquivo de vídeo, usados para sincronizar gráficos, legendas, etc. Cada Cue Point consiste de um nome e o tempo em que ocorre. O tempo pode ser especificado no formato hora:minuto:segundo:quadro.

D

Decoding
O inverso de codificação. É a descompressão de um arquivo codificado para reprodução ou utilização.

Delivery
Na Web, significa a entrega de conteúdo por meio de dispositivos móveis, sites, e-mails, mensagens instantâneas ou mecanismos de pesquisa.

Diagonal
Tipo de ângulo ao gravar uma cena. A câmera é posicionada na diagonal. Angulação muito utilizada em shows para mostrar a performance de um músico.

Dispositivos Móveis
Dispositivos pequenos e portáteis, normalmente com uma tela touch screen ou um teclado em miniatura. Telefones celulares, iPods, tablets e consoles de jogos são todos dispositivos móveis.

Distribuição
Todos os fatores que possibilitam que um produto ou conteúdo seja entregue ao mercado consumidor ou à sua audiência.

DivX / XviD
Dois codecs de última geração sendo o DivX mais antigo. Estão baseados no formato de compressão MPEG-4, compressão de vídeo de alta qualidade. Com os arquivos em DivX pode-se assistir filmes com qualidade de DVD e som de CD, no PC. Já o XVid possui uma tecnologia melhor que o DivX e necessita de PCs mais potentes para rodar.

DSLR
Sigla em inglês para Digital Single-Lens Reflex, que em uma tradução livre seria “câmera digital de reflexo por uma lente”. As câmeras DSLR que fazem gravação de vídeo permitem criar filmes com qualidade de cinema. Estão entre as mais avançadas e cheias de recursos atualmente.

Dolly
Veículo sobre o qual se coloca a câmera, em geral para movimentos em travelling. Pode ter um braço com movimentos vertical ou horizontal, como uma grua em miniatura. Pode correr livremente ou guiado sobre trilhos, permitindo efetuar movimentos suaves de deslocamentos laterais ou para frente e para trás com a câmera. A trepidação é evitada se a superfície é lisa e plana ou então se são utilizados trilhos para guiar as rodas.

Download Progressivo
É uma técnica para baixar vídeos na Internet e/ou áudio clips, de modo que eles podem ser vistos ao mesmo tempo em que estão sendo transferidos para o computador do utilizador.

DRM
Sigla de Digital Rights Management. É uma tecnologia para controlar a distribuição e visualização de conteúdo, seja ele vídeo, áudio ou texto, assegurando os direitos autorais e suas marcas registradas, pelo ângulo do proprietário destes direitos.

E

Edição de Vídeo
É o processo de corte e ordenamento das imagens gravadas na sequência em que o vídeo será apresentado. Consiste em decidir que tomadas usar e uní-las na sequência desejada seja ela cronológica ou não. O tempo e a ordem das tomadas funcionam como outra forma de narrativa visual e o ritmo do vídeo é dado principalmente pela edição. É também durante a edição que são inseridos os efeitos especiais, a trilha sonora e as legendas.

Edição Linear
A edição linear é feita com sistemas baseados em reprodutores e gravadores (sejam analógicos ou digitais) ligados entre si por um controlador de edição. O sistema de edição linear é sempre sequencial, só permitindo cortes lineares, isto é, a cena 1 seguida da cena 2, e assim por diante. Isto requer organização e planejamento. O editor deve estudar bem o material, anotar a localização dos takes que pretende usar e preparar um roteiro de edição, definindo a ordem das tomadas, tipo de transição entre os takes, a entrada de títulos e créditos, trilhas e efeitos sonoros.

Edição Não-Linear
O primeiro passo do processo de edição não-linear é a digitalização das imagens, caso a captação das imagens não tenha sido feita por equipamentos digitais. A digitalização permite o acesso instantâneo das imagens fora de qualquer sequência pré-estabelecida. A ordem das cenas editadas pode ser alterada e as cenas escolhidas podem se “empurradas”, sobrepostas ou deletadas facilmente, dando ao editor um maior controle do trabalho de montagem das imagens.

Efeitos Especiais
São técnicas utilizadas na indústria do entretenimento, cinema e televisão para realizar cenas que não podem ser obtidas por meios normais ou por ação ao vivo. Estas técnicas também são utilizadas quando a criação de efeitos por meios tradicionais seria proibitivamente dispendiosa, como por exemplo construir um castelo ou afundar um transatlântico. Com o advento da computação gráfica, são utilizados também para realçar elementos previamente filmados, acrescentando, removendo ou destacando objetos em uma cena. Alguns efeitos são o Chroma Key, Bullet Time e o Slow Motion.

Email Marketing
É a utilização do e-mail como ferramenta de marketing direto. Anunciantes comunicam seus produtos e blogueiros enviam posts para uma lista de pessoas que aceitaram participar da lista e-mail marketing. Diferentemente do spam (mensagens indesejadas), é essencial ao e-mail marketing o consentimento do cliente (também chamado opt-in), que pode ser explícito, quando ele mesmo opta por receber, ou implícito, caracterizado por uma relação evidente entre as partes.

Embedar
Verbo não encontrado no dicionário da língua Portuguesa. Na Internet significa copiar algum conteúdo e colar no local desejado de uma página, utilizando o código HTML. No contexto do vídeo online, significa copiar o código fonte de uma plataforma provedora como o YouTube e colá-lo em um site ou blog.

Encoding
É a compressão de um arquivo utilizando um codec. O arquivo comprimido torna-se menor e mais fácil para armazená-lo e transmiti-lo

Engajamento da Marca
Conceito também conhecido como Brand Engagement é o processo pelo qual o consumidor desenvolve uma ligação ou um relacionamento com uma marca, seja por meio de publicidade ou pela contínua prestação de serviços confiáveis e surpreendentes da marca. Esta ligação pode ser emocional, racional ou ambas.

Publicado em

Streaming de Áudio – Server Media

Agora que vc já sabe da importância de uma playlist de música, contrate um streaming de áudio!streaming de áudio

A plataforma que conquista novos usuários todos os dias são as rádios online e os serviços de streaming de áudio. Onde transmitem músicas em tempo real sem que você tenha que baixá-las ou comprá-las para escutar.

Disponíveis a princípio para os computadores, esses aplicativos também fazem muito sucesso nos dispositivos móveis.

Mas o que é streaming de áudio?

Streaming é uma forma de transmissão de som  (áudio) através de uma rede qualquer de computadores sem a necessidade de efetuar downloads do que está se ouvindo, neste método a máquina recebe as informações ao mesmo tempo em que as repassa ao usuário.

Em torno do ano 2000, os programas para baixar música estavam no auge e o compartilhamento era uma das únicas saídas para quem tinha pouco dinheiro e queria ouvir música. Em 2015 a indústria da música percebeu que jamais conseguiria vencer o formato digital e o compartilhamento ilegal de música. Formatando assim, uma nova maneira de oferecer esse conteúdo chamado streaming online de música.

Aqui no Brasil já existem vários serviços com diferentes características para que você possa ouvir seus artistas favoritos e também para conhecer novas músicas. O streaming não enterrou o download, mas é, atualmente, uma das principais maneiras de se consumir música seja:

Áudio Streaming também ganha força dentro dos carros

Segundo a KnowDigital as webradios estão ganhado força também dentro dos carros. Presume-se que este é apenas o começo de uma nova era no streaming de carros.

No momento atual temos serviços de rádio terrestre e a webradio (streaming) . Muitos ainda optam pelas rádios terrestres por hábito, facilidade e conteúdo ao vivo. Mas presume-se um grande crescimento em relação ao streaming de carro, na qual hoje já podemos contar com vários aplicativos de serviços de streaming de música.

Dentre ele podemos citar:

Podemos dizer que com a vida corrida nos grandes centros urbanos, na qual muitos ficam por horas dentro de seus carros enfrentando o trânsito do dia a dia, essas novas tecnologias veem para suprir o tédio e tentar de alguma forma, amenizar estas pequenas horas que acabam se tornando longas e angustiantes!

É uma tecnologia que só tende a crescer e invadir o mercado!

E você já possui o seu serviço de streaming de aúdio!?

Gostou do artigo? Então curta e compartilhe no Facebook !

Ficou com alguma dúvida ou quer contribuir sobre o conteúdo que tratamos no texto? Quer deixar algumas sugestão para futuros artigos? Escreva seu comentário abaixo!

 

 

 

 

Publicado em

Criar uma playlist no painel, veja como!

Olá, quer aprender como criar uma playlist?

Vamos ensinar a como criar em nosso painel de streaming de vídeo veja a vídeo aula!

Como criar uma playlist:



 

Publicado em

Converter os vídeos em seu computador

Olá, como converter os vídeos?

Você que adquiriu um Streaming de Vídeo no Brasil ou Streaming de Vídeo EUA na Server Media e tem dúvidas de como converter os vídeos, iremos neste manual informar como realizar a conversão dos vídeos de uma maneira simples e rápida com a ferramenta de conversão de vídeo da Server Media.

Para quem não conhece a Ferramenta de Conversão de Vídeos para Streaming de Vídeo desenvolvida por nossa empresa é de uso exclusivo de nossos clientes, com ela é possível que o cliente realize a conversão dos vídeos de uma maneira simples, rápida e segura.

Vamos então ao que interessa?

1) Baixe o arquivo de instalação do seu conversor de vídeos que é enviado junto ao dados do streaming após a confirmação do pagamento.

2) Descompacte o arquivo em qualquer pasta e clique na pasta converter como na imagem abaixo:

converter os vídeos

3) Após entrar na pasta “converter” envie o vídeo no formato .mp4 e clique na qualidade que deseja converter o vídeo.

converter os vídeos

4) Após a conversão, um vídeo ou mais vídeos convertidos, foram enviados para a pasta convertidos, sendo assim envie para o servidor.

 

Caso tenham alguma dúvida em relação algum serviço e ainda não temos o Tutorial deixe seu comentário.

Mas o que é um Tutorial?

Tutorial é um adjetivo de dois gêneros que consiste em um conteúdo criado para ensinar alguma técnica ou tema relacionado com alguma área.

A palavra em si está relacionada ao ensino exercido por um tutor, um professor.

Um tutorial é um conteúdo baseado em informações iniciais ou primárias sobre determinado assunto, que é ensinado por um tutor ou alguém que possui tutoria (“poder sobre”) o assunto.

Os tutoriais também podem ser os manuais, instruções ou explicações relativas a um assunto específico, e que, normalmente, estão relacionados a conteúdos informáticos ou tecnológicos.

 

 

Gostou do artigo? Então curta, compartilhe no Facebook !

Ficou com alguma dúvida ou quer contribuir sobre o conteúdo que tratamos no texto? Quer deixar algumas sugestão para futuros artigos?

 

Suas dúvidas, elogios ou sugestões são muito importantes para nós!

Deixe seu comentário!

 

Publicado em

Streaming de game X Transtorno de game

A tecnologia de streaming  gerou um crescimento significativo no mundo dos games. Mas em contrapartida surgiram alguns fatores negativos que acabaram afetando a saúde psicológica de muitos jogadores. E por este motivo é que a organização Mundial da Saúde (OMS) resolveu incluir no  CID -11 o Transtorno por Vídeo Game como doença mental.streaming

Streaming de game x transtorno de game

Mas o que é o Transtorno por Vídeo Game?

Neste texto falaremos um pouco da revolução do streaming ao vivo nos games, da oportunidade do indivíduo poder mostrar e/ou disputar uma partida de game on line  a milhares de pessoas e em tempo real. A troca real e simultânea entre jogadores on line e o risco de ser “perder” neste mundo mágico da tecnologia e interatividade.

E comum a interatividade, competitividade e motivação intrínseca natural do jogador,  vir acompanhada de grande euforia, excitação, redução do tédio e gestão de sentimentos negativos. Que em conjunto com o avanço da tecnologia, que permite  a competição com outros em tempo real e de qualquer lugar (streaming) o jogador pode se perder dentro desse mundo de fantasia marcados pela busca do prazer e da vitória.

Por muitas vezes o indivíduo se “perde” de uma forma que não consegue observar que o ato de jogar esta causando uma deterioração significativa nas áreas de sua vida pessoal, familiar e social. Causando assim, o transtorno dos jogos virtuais.

E como distinguir? Quais são os sintomas?

Agora que já sabemos o que é “distúrbio de games”, que segundo CID 11 é:

Problema como padrão de comportamento frequente ou persistente de vício em games, tão grave que leva “a preferir os jogos a qualquer outro interesse na vida”.

Comportamentos típicos dos viciados em games devem ser observados por um período de mais de 12 meses para que um diagnóstico seja feito. Mas a nova CID irá reforçar que esse período pode ser diminuído se os sintomas forem muito graves.

Os sintomas dos distúrbios incluem:

  • não ter controle de frequência, intensidade e duração com que joga videogame;
  • priorizar jogar videogame a outras atividades;
  • continuar ou aumentar ainda mais a frequência com que joga videogame, mesmo após ter tido consequências negativas desse hábito.

 

Não venho aqui criticar o avanço da tecnologia streaming, pois enxergo nela múltiplos benefícios. Apenas tenho a intenção de poder alertar para o uso abusivo dos jogos de game e possíveis consequências.

 

 

Gostou do artigo? Então curta e compartilhe no Facebook !

Ficou com alguma dúvida ou quer contribuir sobre o conteúdo que tratamos no texto? Quer deixar algumas sugestão para futuros artigos? Escreva seu comentário abaixo!

Publicado em

Streaming de Vídeo no celular, como transmitir!

Streaming de vídeo no celular – saiba como transmitir!!!

Transmitir ao vivo pelo Android – streaming de vídeo no celular

Que tal fazer uma transmissão ao vivo diretamente do seu celular?
Com a evolução dos smartphones e suas câmeras isto já é possível, e o melhor, de forma rápida e prática.Itens necessários para esta operação:
– Dispositivo Android 4.1 ou superior com câmera.
– Conexão com a internet, wifi, 3g ou 4g.
– Plano de Streaming de Vídeo Server Media
Streaming de vídeo no celular
Começaremos instalando o App que faz toda a mágica, procure por “Wowza GoCoder” no Google Play e instale no seu dispositivo. (streaming de vídeo no celular, como transmitir!)
 Streaming de vídeo no celular
Ao abrir o Wowza GoCoder pressione em “I Agree” para aceitar os termos.
 Streaming de vídeo no celular
A tela inicial possui a descrição dos botões, toque em qualquer posição da tela para fechar as descrições.
 Streaming de vídeo no celular
Vamos iniciar os ajustes do vídeo e qualidade. Pressione o último ícone “Options” da parte superior/direita. (streaming de vídeo no celular, como transmitir!)
 Streaming de vídeo no celular
Stream: Opção para transmitir Áudio e Vídeo, somente Vídeo ou somente Áudio.

 Streaming de vídeo no celular

Vídeo Settings:

Ajuste de Frame Rate (quadros por segundo do vídeo). Valor 15 é recomendado.
Ajuste Key Frame Interval (intervado entre cada quadro principal). Valor 5 é recomendado.

 Streaming de vídeo no celular
Ainda em Options, ajuste do Video Size (Tamanho do vídeo).
Recomendado 320×240 para planos de até 160Kbps.
1024×576 para planos a partir de 1280Kbps.
A seleção do Vídeo Size dispõe as opções de bitrate que veremos a seguir.
 Streaming de vídeo no celular
Agora no ícone inferior esquerdo, temos a escolha do bitrate, que é a qualidade do vídeo. Selecione uma das opções que melhor se encaixe com o seu plano, desde que não seja superior ao do plano contratado.
No exemplo selecionamos a opção 1280Kbps, baseado em um plano de 1280Kbps, pois 2280Kbps ficaria acima do plano contrato. Damos assim por encerado a configuração de vídeo e qualidade.
 Streaming de vídeo no celular
A etapa final será configurar a conexão com o servidor do seu plano de streaming de vídeo HD.
Entre na opção Server, ícone um “W” na parte superior direito.
Todos os dados nesta seção estão disponíveis na tela principal do seu serviço de Streaming de vídeo, no painel MediaCP, que fornece todas as opções de transmissão.
Entre em cada opção: Host, Application e Login preencha os campos conforme os dados do seu painel, com as cores correspondentes como exemplo:
 Streaming de vídeo no celular
Acima a tela exemplo de um plano de Streaming de Vídeo MediaCP, preencha os dados no Go Coder conforme as cores…
 Streaming de vídeo no celular
 Streaming de vídeo no celular
 Streaming de vídeo no celular
Se tudo estiver configurado corretamente, ao pressionar o ícone de gravação (ícone vermelho na parte inferior direito), você terá a mensagem “Connecting…”  e após alguns segundos a mensagem “Connected”.
Isto indica que sua transmissão já se iniciou, podendo conferir através do player no seu painel de controle.

 Streaming de vídeo no celular

 

Quando necessitar de uma nova transmissão, basta abrir o App e pressionar o botão de gravação e seguir os passos, é muito simples!

Desejamos que você tenha uma ótima transmissão e agradecemos a preferência por escolher a nossa empresa.

Publicado em

Streaming ao vivo de games e e Sports

Streaming ao vivoJá explicamos o que é o serviço de streaming ao vivo, mas qual sua importância no mercado de games?

O streaming ao vivo de games ou transmissão ao vivo  de jogos  tem se popularizado dentro da temática da cibercultura.  Criando hoje que chamamos de e-sports ou jogos eletrônicos.

Mas o que seria o e-sports? 

 

A era do streaming ao vivo de games

O notável sucesso do streaming ao vivo de games deve-se primeiramente a toda cultura gamer que o antecede. Para o game ser o que é necessita de um suporte digital, seja um computador, fliperama ou console. Podemos dizer que  a cultura gamer está  ligada ao desenvolvimento tecnológico mas temos que levar em consideração também  a motivação e a vontade de jogar intrínseca do ser humano.

Motivação essa que faz com que também seja capaz o crescimento desta categoria. Sabemos que a prática de jogar é considerada uma atividade social e nos jogos single-player não poderia ser diferente. Antes a interação nos jogos considerados single-players consistia em assistir ao jogador que estava a sua frente, no mesmo lugar, fator este que foi modificado com a chegada do stream ao vivo.

Com  a chegada desta tecnologia, stream de vídeo, aquele jogador considerado “solitário” pode compartilhar, ao vivo, com milhares de pessoas seus jogos, suas experiências e seus avanços no mundo do game. Tendo como consequência um aumento em sua interação social.

Da mesma forma que no indivíduo  encontra-se a motivação intrínseca, também podemos observar o espírito competitivo, que faz com o game deixe de ser apenas uma atividade voltada a interação social e se torne também uma atividade competitiva, surgindo assim o que podemos chamar de e-sports.

O que é e-sports?

A expressão “eSports” é derivada do inglês “eletronic sports”, também conhecida como Esportes Eletrônicos. É o nome destinado às modalidades de competição profissional de jogos eletrônicos (videogames). Consiste na participação de campeonatos profissionais de jogos eletrônicos de estratégias em tempo real.

Inicialmente, os esportes eletrônicos tinham uma pequena audiência e pouca representação nos meios de comunicação. Então, a partir dos anos 2000 houve um aumento significativo de popularidade deste segmento com campeonatos ao vivo e premiações.

O Comitê das Olimpíadas de 2024 se reuniu para estudar a possível entrada dos esportes eletrônicos no Jogos Olímpicos. Porém ainda  gera divergências, pois muitos questionam o fato de  o e-sports não ser considerado uma atividade física.

Sabemos que o e-sports é uma modalidade em crescimento na qual nos deparamos com jogos de estratégia, jogos de luta, tiro em primeira pessoa e futebol. Podendo, futuramente, ser incluída nos Jogos Olímpicos. Mas enquanto isso não acontece, podemos aproveitar, visualizar e torcer com os jogadores e/ou competidores virtuais em tempo real! Como fôssemos nós mesmos os próprios jogadores!!

 

Gostou do artigo? Então curta e compartilhe no Facebook !

Ficou com alguma dúvida ou quer contribuir sobre o conteúdo que tratamos no texto? Quer deixar algumas sugestão para futuros artigos? Escreva seu comentário abaixo!

 

 

 

 

Publicado em

Streaming, VPS e Servidor Dedicado

vps e servidor dedicado          Streaming, VPS e Servidor Dedicado… que “bichos” são esses?

Hoje estou aqui para escrever algo diferente!

Resolvi sair da rotina e contar um pouco sobre a minha experiência ao começar a trabalhar na empresa Server Media. Empresa que me recebeu de braços abertos,  mas se tornou assustadora quando me deparei com termos que nunca tinha escutado!

Fiquei por muitas vezes tão assustada que a minha vontade era de sair correndo, porém não desisti… enfrentei o “bicho de sete cabeças” . E hoje aqueles termos que eram tão assustadores se tornaram familiares!

Abaixo citarei alguns destes “bicho de sete cabeças” e tentarei explicar um pouco sobre eles!

Streaming, VPS e Servidor Dedicado e agora?

Streaming de vídeo ou áudio

Tecnologia que envia informações multimídia, através da transferência de dados, utilizando redes de computadores, foi criada para tornar as conexões mais rápidas.

Servidor VPS

Servidor isolado que partilha o mesmo hardware de um único servidor físico, com características de um servidor dedicado.  Nele correm as suas próprias aplicações. Pode ser reiniciado (reboot) de forma independente, tem o seu próprio acesso root, IP, memória, portos, etc..

Cloud Server ou Computação em nuvem

O conceito de computação em nuvem refere-se à utilização da memória e da capacidade de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet, seguindo o princípio da computação em grade.

É algum lugar do outro lado da sua conexão de internet. Um lugar onde você pode acessar aplicativos e serviços, e onde os seus dados são armazenados de forma segura.

Servidor Dedicado

Servidor dedicado é um computador configurado para processar dados, permitir acesso a arquivos e/ou permitir execução de softwares remotamente. Pode estar localizado em um Data Center, ambiente de uma rede local.

Servidor dedicado, nada mais é que um equipamento ligado 24 horas por dia em um link de internet de alta velocidade em uma empresa ou em um internet Data Center.

Hospedagem de sites

Hospedagem de Sites ou alojamento de sites é um serviço que possibilita a pessoas ou empresas com sistemas online a guardar informações, imagens, vídeo, ou qualquer conteúdo acessível por Web.

Provedores de Hospedagem de Sites tipicamente são empresas que fornecem um espaço em seus servidores e conexão à internet a estes dados aos seus clientes.

Bom, agora que já se familiarizou com os termos citados acima, porque não aproveitar destes serviços para expandir seus negócios?

Mas não esqueça, de preferência a um Data Center localizado no Brasil!

 

Gostou do artigo? Então curta e compartilhe no Facebook !

Ficou com alguma dúvida ou quer contribuir sobre o conteúdo que tratamos no texto? Quer deixar algumas sugestão para futuros artigos? Escreva seu comentário abaixo!

 

 

Publicado em

Stream ao vivo com Live Streaming!

Já pensou em utilizar um serviço de stream ao vivo em seus eventos?  Com o Live Streaming hoje isso é possível!

Stream ao vivo com Live Streaming

Quando poderíamos imaginar que um dia seria possível realizar transmissões ao vivo e em tempo real de nossos eventos, aulas, palestras, festas, shows e tudo o que quisermos, para quem quisermos?

Pois é, hoje é possível graças ao Live Streaming!

 

Mas o que é Stream ao vivo ou  Live Streaming?

Live Streaming, termo em inglês utilizado para transmissão ao vivo. Em outras palavras, seu evento, aula ou o que quiser em tempo real para seus espectadores!!

O streaming ao vivo refere-se a mídia de transmissão online simultaneamente gravada e transmitida em tempo real para o visualizador. Hoje em dia conseguimos realizar transmissões ao vivo com facilidade através de plataformas gratuitas como:

Porém para garantirmos melhor qualidade e mínimo delay recomenda-se um serviço de stream ao vivo com servidores no Brasil !

Mas o que é Delay?

Delay significa atraso  ou demora e representa a diferença de tempo entre o envio e o recebimento de um sinal ou informação em sistemas de comunicação. É uma palavra de origem americana, delayed em inglês significa “atrasado”.  Utiliza-se aqui no Brasil para mencionar retardos de sinais, principalmente no atraso de som nas transmissões vias satélites.

Bom, até aqui já sabemos o que é Live Stream, e que para podermos ter uma boa qualidade na apresentação de nosso conteúdo ao vivo é necessário o mínimo delay.  Mas porque usar este serviço?

Posso dizer inúmeros motivos para a utilização do mesmo, porém gosto de pontuar que ele nos traz a liberdade e a flexibilidade que as pessoas hoje buscam em empresas e/ou instituições, não limitando as escolhas de nossos clientes, mas sim, aumentando as possibilidades para que eles possam crescer profissionalmente e/ou pessoalmente, seja através de reuniões, aulas, palestras, shows, cultos e demais eventos!

Quer acompanhar o avanço da tecnologia e o dinamismo que a mesma oferece? Então o que esta esperando para começar a ter o seu conteúdo ao vivo na internet?

Gostou do artigo? Então curta e compartilhe no Facebook !

Ficou com alguma dúvida ou quer contribuir sobre o conteúdo que tratamos no texto? Quer deixar algumas sugestão para futuros artigos? Escreva seu comentário abaixo!