jan 25

TCP/IP – O que são Protocolo de Rede?

Spread the love

O que é um Protocolo de Rede


Protocolo de rede – TCP/IP é um conjunto de regras utilizadas pelos computadores de uma rede para estabelecer a comunicação entre eles. Assim como na linguagem falada, onde duas pessoas somente se comunicam se falarem a mesma língua, dois computadores só podem se comunicar se utilizarem o mesmo protocolo.

O que é o Protocolo TCP/IP


TCP/IP é um conjunto de protocolos usados em redes de computadores. TCP e IP são dois protocolos dessa família e por serem os mais conhecidos, tornou-se comum usar o termo TCP/IP para se referir à família inteira. É também usual falar em “suite TCP/IP” para designar um pacote contendo o protocolo TCP/IP e alguns utilitários auxiliares.
O protocolo TCP/IP permite a conexão de computadores tanto em pequenas redes locais (LAN) quanto em redes corporativas interligando diversos países (WAN). O maior exemplo disso é a própria Internet, que adota o protocolo TCP/IP.
Todos os sistemas operacionais atuais (Windows, Linux, Unix, MacOS, Netware, etc) fornecem uma implementação do protocolo TCP/IP.

Padrão x Implementação


Um dos objetivos do TCP/IP é estabelecer um padrão para que computadores de fabricantes distintos se comuniquem. Esse padrão consiste na definição de como acontecerá a comunicação, estabelecendo regras que norteiam o envio e o recebimento dos dados. Padrões são normalmente discutidos e definidos por organizações independentes.
Cada fabricante desenvolve seus programas de comunicação, de acordo com o que estipula o padrão. Diz-se então que o fabricante
implementa o padrão, ou seja, o software TCP/IP que acompanha o Windows é a implementação da Microsoft do padrãoTCP/IP. Da mesma maneira, o Solaris traz a implementação da Sun, o AIX traz a implementação da IBM, o IntraNetware traz a implementação da Novell, etc.
É possível, portanto, encontrar pequenas diferenças entre as implementações de fabricantes distintos, seja em termos de desempenho ou de funcionalidade, uma vez que algumas regras do padrão podem ser de implementação opcional.

Como surgiu o TCP/IP


O desenvolvimento do protocolo TCP/IP começou em 1969, com o projeto ARPANET, da Agência de Projetos de Pesquisas Avançadas do Departamento de Defesa dos EUA (Department of Defense Advanced Research Projects Agency – DARPA).
O objetivo desse projeto foi desenvolver uma rede que interligasse os computadores do governo americano, de diferentes fabricantes e utilizando diferentes sistemas operacionais. Essa rede deveria ser descentralizada e mesmo que um dos computadores dessa rede fosse destruído num eventual ataque militar, os demais continuariam a funcionar normalmente, graças a um mecanismo de rotas alternativas.
Algum tempo depois desse início com finalidade militar, a
National Science Foundation criou uma rede semelhante para interconectar instituições de pesquisa e universidades, utilizando os mesmos protocolos da rede ARPANET. Desses projetos surgiu o protocolo TCP/IP, que serviu como alicerce para a construção da rede que hoje conhecemos como Internet. A partir de 1993 a Internet ficou disponível para uso comercial e se popularizou de tal forma, que hoje a maioria de nós a utiliza com familiaridade.

Rotas alternativas: A comunicação entre A e D não é interrompida pela
falha do computador C graças à rota alternativa passando por E e F

TCP/IP

Quem é responsável pelo TCP/IP


TCP/IP é o protocolo utilizado na Internet e, embora nenhuma organização seja proprietária da Internet, a Internet Society (ISOC), uma entidade internacional não-governamental, coordena o desenvolvimento de novas tecnologias e aplicações da Internet. Essa entidade é composta por diversos membros (pessoas, empresas, agências governamentais e fundações) que participam desde a criação da Internet e têm colaborado ativamente no desenvolvimento de novas tecnologias para a Internet. A ISOC possui um grupo consultivo conhecido como Internet Architecture Board (IAB), que coordena o funcionamento da Internet, bem como a pesquisa e o desenvolvimento relacionados com o funcionamento da Internet. O IAB tem as seguintes atribuições:
• A padronização dos protocolos da Internet, conseqüentemente do protocolo TCP/IP.
• A administração dos documentos RFC (Request For Comments).
• A coordenação das operações da IETF e da IRTF.
• O planejamento estratégico da Internet.
O IAB, por sua vez, é subdividido nos seguintes grupos:
• IETF (Internet Engineering Task Force), comunidade organizada em grupos de trabalho, responsável pelo desenvolvimento de soluções técnicas para os problemas que surgem na Internet e pela definição de padrões e protocolos para o funcionamento da Internet.
• IRTF (Internet Research Task Force), semelhante ao IETF, porém para pesquisas a longo prazo referentes ao funcionamento da Internet.
• IANA (Internet Assigned Numbers Authority), controla a distribuição de identificadores para serviços a serem fornecidos via Internet, tais como atribuição de endereços IP e números de porta TCP e UDP

sites: www.isoc.org, www.iab.org, www.ietf.org, www.irtf.org e www.iana.org

 

Gostou do artigo? Então curta e compartilhe no Facebook !

Ficou com alguma dúvida ou quer contribuir sobre o conteúdo que tratamos no texto? Quer deixar algumas sugestão para futuros artigos? Escreva seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.